FIQUE POR DENTRO

Acompanhe as notícias que saíram na mídia, os artigos dos autores, os eventos dos quais participamos e muito mais!

Em entrevista, Maria Nazareth Dória fala a respeito do lançamento Almas feridas

A Lúmen Editorial acaba de lançar mais um romance da médium Eliane Macarini com autoria do espírito Vinícius

O período da escravidão no Brasil marcou nossa História com sangue..

Em entrevista, Lourdes Possatto fala sobre o lançamento de “Inteligência emocional e autoestima”

Roberta Teixeira da Silva fala sobre o seu lançamento “Decifrando estrelas”

Romance de autoria do espírito Margarida da Cunha

O livro foi mais vendido no estande da Adeler

Confira as datas e horários das sessões de autógrafos com nossos autores

Entrevista com Eliana Machado Coelho

Entrevista com Lourdes Possatto, autora de É Tempo de Mudança

Saiba mais sobre o sétimo livro da médium Fátima Arnolde, em parceria com o espírito Alexandre Villas.

A dupla Antônio Carlos e Vera Lúcia Marinzeck voltam com Na sombra da montanha

Tudo sobre o lançamento e entrevista exclusiva.

Tudo sobre o lançamento e entrevista exclusiva.

A Lúmen Editorial acaba de lançar mais um romance mediúnico da médium Sulamita Santos.

Emoção em mais um romance da médium Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho

A médium Sulamita Santos é muito querida...

Psicografado há dez anos, o tema se mostra atual como nunca!

Acompanhe release sobre a obra e entrevista exclusiva com a autora.

Em entrevista, Maria Nazareth Dória fala a respeito do lançamento Almas feridas

A Lúmen Editorial e a médium Maria Nazareth Dória continuam em intenso trabalho. Agora, esta parceria traz como resultado o 15º livro da médium na editora, o romance Almas feridas, do espírito Helena, uma história envolvente e um enredo surpreendente, que vai prender o leitor até a última linha. Recheado de ensinamentos espirituais, Almas feridas, tem 352 páginas e formato 16 x 23 cm, um livro que certamente será um grande sucesso entre o público leitor. Aqui, nesta entrevista exclusiva, Maria Nazareth Dória fala um pouco do seu trabalho e do seu contato com os espíritos.

Site – Nazareth, o lançamento “Almas feridas” já é o seu 15º livro na Lúmen Editorial. Como tem sido esse trabalho de psicografia ao longo de sua vida?

Maria Nazareth Dória – A psicografia nos permite uma aproximação maior com os nossos mentores. Pacientemente, eles preparam o médium e a psicografia de suas mensagens torna-se cada vez mais tranquila. Assim, à medida que vai aumentando essa intimidade, aprendemos a ficar disponíveis com a aproximação do mentor para o trabalho, é muito agradável e aprendemos muito com eles.

Site – Você tem livros psicografados com três espíritos: Luís Fernando (Pai Miguel de Angola), Irmã Maria e Helena. O que tem aprendido com esses espíritos de luz?

Nazareth – Que o amor supera tudo! Aprendi com eles que precisamos ter sempre humildade e disposição para servir como voluntários, unindo-se a outros irmãos para levar adiante a Doutrina Espírita.     

Site – O que pode nos contar de sua experiência mediúnica com os espíritos que foram escravos? Como eles estão hoje?

Nazareth – No início dos primeiros relatos que recebi, foi dolorosa a experiência na Terra desses espíritos inocentes que foram trazidos para cá à força, mas foi extremamente importante saber que houve uma corrente muito grande e amorosa de espíritos de luz, como o próprio Jesus, que vieram na Terra para iluminar os caminhos de muitas almas aprisionadas pelas correntes humanas.  Muitos mentores iluminados e elevados, encarnaram como escravos, compadecidos pelo sofrimento de outros tantos irmãos, inclusive os “Senhores” proprietários dos escravos que, além de roubar-lhes o direito de viverem como seres humanos, também trabalhavam obsidiados para roubar-lhes a alma. Hoje, esses iluminados mentores de luz ainda se entregam por nós sob outras formas. Temos vários e recentes exemplos que conviveram tão pertinho de nós: Eurípedes Barsanulfo, Bezerra de Menezes, Chico Xavier e centenas de outros mentores que se espalharam pelo planeta.       

 Site – O planeta tem vivido momentos de grande conturbação, não somente no Brasil. O que podemos fazer para melhorar a vibração do planeta?

Nazareth – Podemos nos reunir, invocar nossos mentores de luz, abrir as portas do nosso coração e levarmos adiante a luz da espiritualidade, doutrinando, disciplinando, rasgando as cortinas do tempo, quebrando as barreiras do preconceito religioso,  mostrando os tesouros que são os ensinamentos que nos foram confiados, receber e doar todo trabalho trazido e promovido pelos mentores de luz, seja nos centros espíritas ou através de palestras, da literatura espírita, apresentar os seus amigos espirituais aos seus irmãos encarnados. Precisamos orientar e, amorosamente, mostrar aos mais jovens os caminhos da luz e da verdade, e, assim, começaremos a fazer como fez o Mestre Jesus: preparar novos discípulos que darão continuidade ao trabalho da espiritualidade.  

Site – Teremos algum novo livro de Pai Miguel de Angola para breve? O público leitor gosta muito das obras dele.

Nazareth – Sim, é com muita alegria que anuncio aos leitores da Lúmen Editorial que temos mais um livro de Pai Miguel de Angola, já entregue a nossa querida Editora. Sinto-me muito confortável em falar da Lúmen Editorial, que considero um espaço etéreo iluminado, onde autores e mentores convivem em harmonia.        

Site – Deixe sua mensagem final para seus leitores.

Nazareth – Meus queridos irmãos, é gratificante falarmos da espiritualidade, das nossas experiências pessoais, de tantos valores que são entregues em nossas mãos, da responsabilidade e dos cuidados que devemos ter sempre com a espiritualidade. Em cada cantinho, quando surge um espaço, é uma oportunidade, devemos sempre acender uma luzinha, que seja um vaga-lume, como diz Pai Miguel de Angola. Na escuridão, ela pode te levar à saída. Então, quero aproveitar este espaço e esta grande oportunidade para pedir humildemente a todos vocês: amem-se mais, não tenham medo de amar, valorizem as maiores riquezas que Deus lhes concedeu nesta passagem, que são suas FAMÍLIAS e seus AMIGOS. Faça o bem sem olhar a quem, não julgue o seu próximo, por mais errado que você imagine que ele esteja, leve a palavra de Jesus para dentro do seu coração e de sua casa, faça o Evangelho no Lar em família, crie esse compromisso. No começo, pode até ser difícil, mas com o tempo torna-se um hábito acolhedor. E, unidos pela luz das palavras, todos se sentirão mais fortes. Se houver animalzinho em casa, deixe-o participar do Evangelho ficando ao lado de vocês. Coloquem garrafas de água para serem imantadas, durante a leitura, pelos mentores de luz que nos acompanham sempre nessas reuniões familiares. Finalizando, um pensamento de doutor Bezerra de Menezes: “Até os pingos da chuva se unem para molhar e fecundar a terra; separados, jamais teríamos, rios, riachos e mares”.       

 

Paz e luz.